Sábado, 7 de Março de 2009

O CU DO CONCELHO

O cu é, nos sereves vivos, a parte do corpo que o indivíduo portador do dito, dificilmente vê. Acontece que o seres humanos, não conturcionistas, recorrem a espelhos para ver o seu próprio cu.

 

Há até quem repare no cu alheio. Mas este, que não é alheio ao concelho de Cantanhede, deve merecer maior atenção dos autarcas, nem que para isso seja necessária a utilização do espelho.

 

Agora que estamos a caminhar a passos largos para a campanha eleitoral, será a altura ideal para construir aqui uma rotunda.

 

 

Este local, com as coordenadas: 40º18'05,60''N e 08º38'15,77''W é o entroncamento da estrada de acesso ao Zambujal e Fornos com a EN335. É um local  escondido, mal sinalizado, que já deu origem a vários acidentes graves, um deles mortal, em Setembro de 2003. 

 

Passados quase seis anos, a não ser as marcas incivilizadas do chumbo de alguns caçadores nas placas indicadoras de direcção, nada se alterou na paisagem. Muito menos em termos de melhoria das condições de trânsito.

 

Quem quiser virar para o lado esquerdo, em direcção à A14, tem que ocupar quase toda a faixa direita da EN335 para se certificar que pode entrar em segurança. Há, muitas vezes, necessidade de recorrer à marcha atrás, para evitar ser abalroado por quem circula no sentido Arazede-Cantanhede.

 

 

Vindo deste lado (A14), um condutor não encontra qualquer sinalização que lhe indique que há ali um entroncamento (ou cruzamento, se incluirmos a estrada em terra batida que vai para antiga feira dos 13). É visível na fotografia que os únicos sinais existentes são os informativos de entrada no concelho e um de proibição de ultrapassagem.

 

 

Nesta fotografia,  o único sinal vertical que se vislumbra, embora muito ténue e escondido no meio das árvores, é um sinal de informação de entrada no concelho!

 

 

Aqui chegado, um condutor que venha a 90Km/h, é surpreendido por este entroncamento de uma estrada à sua direita, à qual deve dar prioridade. À falta de sinalização, cumpre-se a regra da prioridade, como manda a lei, não é?  Mas o condutor não obteve informação na sinalização vertical, logo pode envolver-se num acidente.

 

O ideal é construir aqui uma rotunda, para ao menos, se fazer jus à fama e evitar-se males maiores.

 

Portanto, senhores candidatos autárquicos, ponham o olho e a consciência nisto, já que até agora não houve quem!

 

Ao menos, prometam! Depois nós cobramos!

 

publicado por O Contribuinte às 19:04
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. LIMPAR PORTUGAL NO ZAMBUJ...

. O MALFADADO CONTENTOR DO ...

. DIA DE PORTUGAL, DE CAMÕE...

. ATENTADOS AMBIENTAIS

. ESTREIA DO "PROJECTO 25"

. O CU DO CONCELHO

. "TOY", O CÃO LIBERTÁRIO

. CASCAIS - CAIXOTES DO LIX...

. EMIGRAÇÃO CLANDESTINA E I...

.arquivos

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds